Na infância, há uma série de acidentes comuns. Abaixo, abordamos alguns deles e como proceder.

Engasgo 

Se a criança engasgou e está com as vias aéreas comprometidas, é importante uma ação imediata.

Assista ao vídeo abaixo, fornecido pelo Ministério da Saúde, sobre como proceder nesses casos, até que o socorro chegue (EMERGÊNCIA LIGUE PARA O SAMU: TELEFONE 192).

Ferimentos por corte

É importante verificar se a ferida está limpa, ou se pode haver alguma sujeira ou mesmo resquícios do objeto que provocou o corte, como cacos de vidro, por exemplo. É importante lavar a ferida antes de aplicar qualquer antisséptico. Se o corte não for muito profundo e não causar muito sangramento, é importante mantê-lo exposto ao ar, e lavá-lo de vez em quando para favorecer uma cicatrização mais rápida. Se o corte for pequeno, um band-aid também pode ajudar a trazer mais conforto. Em caso de cortes profundos e com sangramento, é importante buscar um hospital.

Hemorragias e sangramento nasal

Os vasos sanguíneos das crianças são mais frágeis, e podem romper com mais facilidade. Espirros, alergias e aumento da pressão arterial podem causar sangramento, principalmente no nariz e ouvidos. Nestes casos, é importante colocar a cabeça da criança para frente, para que a saída do sangue ocorra apenas pelo nariz. Esta posição deve ser mantida e o septo nasal pressionado na parte macia do nariz.

Queimaduras

As queimaduras geralmente doem muito! Caso não seja necessária atenção médica imediata, pode-se aplicar água fria sobre a região para aliviar a dor, por pelo menos 20 segundos. Depois, deixe a ferida arejada. Caso volte a doer, pode-se aplicar mais água fria e ir alternando até a dor cessar. É importante não aplicar cremes ou perfurar bolhas que possam aparecer. Em caso de queimaduras sérias, leve a criança ao hospital para que seja atendida por um profissional.